quinta-feira, 16 de março de 2017

Árbitros nomeados para a 26ª jornada

Já são conhecidos os árbitros nomeados para a 26ª jornada, que são os seguintes:
  • João Pinheiro para o P. Ferreira - Benfica no Sábado (18/03/2017). Será o seu 3º jogo do Benfica nesta temporada, depois de ter dirigido o Tondela-Benfica e o Setúbal-Benfica. Depois da polémica do ultimo jogo que apitou do clube na 19ª jornada, o próximo jogo do Benfica para o qual João Pinheiro ser nomeado, devia ser no Estádio da Luz, ele não merecia ser queimado com esta nova nomeação desta jornada, uma vez que é um jovem arbitro internacional que ainda nunca arbitrou sequer um jogo no Estádio da Luz para o campeonato. É bom ter a sorte de ser nomeado para 3 jogos do Benfica no mesmo campeonato, já que nenhum outro arbitro teve mais jogos do Benfica realizados esta época, mas já é pouca sorte, constatar que todos os 3 jogos do Benfica para os quais foi nomeado, terem sido sempre com o Benfica a jogar fora de casa e pior ainda nesta jornada que antecede o jogo mais importante a realizar na Luz está época, logo obviamente sobre o olhar crítico/atento de milhões de benfiquistas!
  • Jorge Ferreira para o Sporting - Nacional no Sábado (18/03/2017). Estreia-se nos jogos envolvendo um dos 3 grandes esta temporada para o campeonato.
  • Manuel Oliveira para o F. C. Porto - Setúbal no Domingo (19/03/2017). Manuel Oliveira voltou a ser nomeado para um jogo importante do clube 7 jornadas depois do Estoril-F. C. Porto em que ofereceu o ombro amigo para o André André repousar a cabeça. Curiosamente neste anterior jogo do F. C. Porto, o 0-0 foi desbloqueado com um penalti aos 82 minutos assinalado pelo arbitrado Manuel Oliveira, jogo que também antecedia outro jogo grande, no caso o F. C. Porto-Sporting e como é obvio nenhum jogador portista teve que cumprir castigo disciplinar por causa desse jogo. As vezes acontece, como aconteceu com o William Carvalho que ficou impossibilitado de ajudar o Sporting nesse jogo por ter atingido os 5 amarelos no campeonato e neste momento a Comunicação do F. C. Porto já esta a trabalhar a ver se consegue as mesmas facilidades arbitrais, agora com Pizzi como alvo. Os tempos podem ser novos mas os metodos continuam os velhos, são bem conhecidos por todos os adeptos, são conhecidos dos árbitros inclusive. Em 5 dos anteriores 6 jogos do F. C. Porto para o qual Manuel Oliveira tinha sido nomeado nas últimas 9 épocas, tinham sido jogos realizados fora do Dragão, esta é pois apenas a 2ª vez que apitará no Dragão.

Manuel Oliveira será então, o 1º arbitro da A. F. Porto a ser nomeado para 3 jogos do F. C. Porto esta temporada, no total da época é o 9º jogo do F. C. Porto cujo nomeado é arbitro da A. F. Porto! 

Nessas mesmas 26 jornadas, para os jogos do Benfica, por 3 vezes foram nomeados arbitros da A. F. Lisboa e também por 8 vezes foram nomeados arbitros da A. F. Porto! 

A proximidade geográfica da residência do arbitro a da esmagadora maioria dos elementos das claques de cada clube pode levar a que os aárbitros estejam mais ou menos condicionados a dirigir esses clubes. Por esta razão em defesa da verdade desportiva, não seria aconselhável o Fontelas Gomes momear para os jogos do Benfica e do F. C. Porto, muitas vezes arbitrados representantes das suas próprias Associações nem possibilitar a um dos clubes maior doze de conforto arbitral.
Sabendo-se que os arbitros da A. F. Porto já foram vitimas de intimidação no seu centro de treinos na Maia, não seria mais prudente o nomeador Fontelas Gomes, proteger esses árbitros destes jogos envolvendo os 2 candidatos que estão a lutar por este titulo, em vez de fazer exactamente o contrário, nomeando-os para 17 dos jogos em que participararam o Benfica ou F. C. Porto? Esta grande predominância de arbitros da A. F. Porto compartivamente aos da A. F. Lisboa, para os jogos envolvendo o Benfica e o F. C. Porto, pode ser mesmo, o maior responsável pela grande diferença nas condições competitivas que as 2 equipas tiveram nas 25 jornadas já disputadas, uma vez que, o Benfica ainda não beneficiou de nenhum minuto em superioridade númerica em tempo útil de jogo neste campeonato e o F. C. Porto já teve os seus adversários privados de dar o seu contributo em 298 minutos no total de 9 dos seus jogos (nesse período em superioridade marcou 14 golos, marcou em média 1 golo a cada 21 minutos, quando enquanto estão 11 contra 11 jogadores em campo, o clube em média demora mais de 44 minutos para marcar 1 golo). Ou seja nesses 9 jogos de campeonato em que usufruiu de expulsões, em média o F. C. Porto jogou em superioridade númerica durante 33 minutos por partida, na pratica considerando os 25 jogos do campeonato realizados, é como se o F. C. Porto tivesse disputado um campeonato inteiro de 25 jogos em que beneficiou de superioridade númerica em aproximadamente 12 minutos por partida  em média, enquanto que o rival Benfica jogou os mesmos 25 jogos sem usufruiu de superioridade númerica (mesmo assim nos 2.250 minuos ja disputados, o Benfica marcou em média 1 golo por cada 40 minutos disputado).

Resumindo dos 6 confrontos entre grandes possíveis no campeonato em cada temporada, temos que:
  • O Artur Soares Dias (1º classificado) apitou o F. C. Porto-Benfica. Nas últimas 9 épocas, o F. C. Porto foi a equipa  da 1ª Liga com melhor % de aproveitamento de pontos nos jogos arbitrados pelo Artur Soares Dias.
  • O Tiago Martins (4º classificado) apitou o Sporting-F. C. Porto. Nas últimas 9 épocas, o Benfica foi a equipa da 1ª Liga com melhor % de aproveitamento de pontos nos jogos arbitrados pelo Tiago Martins.
  • Já o F. C. Porto-Sporting foi arbitrado pelo Hugo Miguel (11º classificado em 2015/16). Nas últimas 9 épocas, o Benfica foi a equipa da 1ª Liga com melhor % de aproveitamento de pontos nos jogos arbitrados pelo Hugo Miguel.
  • O Benfica-Sporting foi arbitrado pelo Jorge Sousa ( não teve classificação em 2015/16, porque não foi avaliação em virtude das dispensas por lesão que apresentou, tendo apenas dirigido 6 jogos da 1ª Liga nessa época). Nas últimas 9 épocas, o F. C. Porto foi a equipa da 1ª Liga com melhor % de aproveitamento de pontos nos jogos arbitrados pelo Jorge Sousa.
  • E ainda falta disputar o Benfica-F. C. Porto e o Sporting-Benfica, quem serão os elegidos?
Para que conste, no total dos últimos 9 campeonatos (273 jogos), o Benfica conquistou 654 pontos e o F. C. Porto conquistou 653 pontos, ou seja tiveram um rendimento médio praticamente igual (os 2 clubes conquistam em média 80% dos pontos disputados). Há quem pense que para o Benfica e o F. C. Porto é indeferente disputar jogos arbitrados por elementos da sua prórpia Associação ou dirigidos por arbitros da Associação do seu maior rival na luta pela conquista do titulo, mas não é! O Fontelas Gomes tem obrigação de conhecer os dados estatísticos que comprovam exactamente que não é indiferente e tratar de oferecer as 2 equipas condições similares em termos de arbitragem. Não deve favorecer uns em prejuizo de outros. Curiosamente se compararmos o rendimento médio dos 2 clubes com os 4 arbitros (2 da A. F. Porto e 2 da A. F. Lisboa) que já foram nomeados para os confrontos entre os 3 grandes esta época (Benfica, F. C. Porto e Sporting) constatamos que pelos rendimentos médios dos clubes nas últimas 9 épocas, o F. C. Porto teve melhor rendimento que o Benfica, com os 2 arbitros que são A. F. Porto e o Benfica teve melhor rendimento que o F. C. Porto com os 2 árbitros que são da A. F. Lisboa. Ou seja, consultando os dados estatísticos vemos que nos jogos arbitrados pelo Artur Soares Dias nas últimas 9 épocas, o F. C. Porto conquistou 73% dos pontos disputados e o Benfica 70%, nos jogos arbitrados pelo Jorge Sousa, o F. C. Porto conquistou 77% dos pontos disputados e o Benfica 56%, estamos conversados quando a vantagem de ser arbitrado por elementos da A. F. Porto. O inverso também se verifica com os árbitros de Lisboa, pois nos jogos arbitrados pelo Hugo Miguel nas últimas 9 épocas, o F. C. Porto conquistou 86% dos pontos disputados e o Benfica 90% e nos jogos arbitrados pelo Tiago Martins, o F. C. Porto conquistou 67% dos pontos disputados e o Benfica 100%, se bem que no caso do Tiago Martins a amostra é ainda muito pequena para podermos retirar conclusões fiáveis com base em dados estatitísticas, pois são apenas 3 do F. C. Porto e 4 jogos do Benfica.

Segue-se o quadro com o total de jogos do Benfica, F. C. Porto ou Sporting arbitrados por cada arbitro, ordenados pela classificação oficial dos arbitros na época 2015/16.

Os 5 melhores árbitros da época passada foram por esta ordem, Artur Soares Dias, João Capela, Nuno Almeida, Tiago MartinsJorge Ferreira. Pelos bons desempenhos durante uma época inteira, que os levou a figurar nas primeiras posições da tabela classificação dos árbitros, é natural que os mesmos sejam recompensados na época seguinte, com a nomeação para jogos importantes envolvendo os grandes candidatos ao titulo. Consultado os dados oficiais das nomeações desta época 2016/17, podemos constatar que: 

  • O arbitro 1º classificado de 2015/16, Artur Soares Dias foi premiado com a nomeação para o confronto directo entre os candidatos ao titulo, no F. C. Porto-Benfica realizado no Dragão e no total, em jogos para o campeonato envolvendo os grandes já foi nomeado para 3 jogos do Benfica, 2 do F. C. Porto e 3 do Sporting. Foi também nomeado para a final da Taça da Liga entre o Braga e o Moreirense.
  • O arbitro 2º classificado de 2015/16, João Capela ainda não foi premiado com a nomeação para o confronto directo entre os candidatos ao titulo nesta temporada e no total de jogos para o campeonato envolvendo um dos grandes esta temporada, apenas foi nomeado para 1 jogo do Sporting até ao momento, em grande parte devido ao facto de ter estado lesionado 2 meses (entre 15/01/2017 e 15/03/2017). Em consequência da sua boa classificação, foi premiado com a nomeado para o importante 1º jogo da época, referente a Supertaça, (Benfica-Braga).
  • O arbitro 3º classificado de 2015/16, Nuno Almeida ainda não foi premiado com a nomeação para o confronto directo entre os candidatos ao titulo nesta temporada e no total, em jogos para o campeonato envolvendo um dos grandes já foi nomeado para 2 jogos do Benfica, 1 do F. C. Porto e 2 do Sporting.
  • O arbitro 4º classificado de 2015/16, Tiago Martins foi premiado com a nomeação para o confronto directo entre os candidatos ao titulo no Sporting-F. C. Porto e no total de jogos para o campeonato envolvendo um dos grandes já foi nomeado para 2 jogos do Benfica, 1 do F. C. Porto e 2 do Sporting.
  • O arbitro 5º classificado de 2015/16, Jorge Ferreira ainda não foi premiado com a nomeação para o confronto directo entre os candidatos ao titulo e no total de jogos desta época já apitou 7 jogos da 1ª Liga e apenas agora na actual jornada, foi nomeado para o seu primeiro jogo envlovendo um grande no campeonato, no caso o Sporting-Nacional. De realçar que esteve afastado por lesão algum tempo durante está temporada, não tendo apitado nenhum jogo entre 19 de Dezembro/2016 e 10 de Fevereiro/2017.
Do 6º ao 10º arbitro melhor classificado da temporada passada, nenhum desses restantes árbitros classificados no TOP10 foi nomeado para um confronto directo entre os grandes (Benfica, F. C. Porto e Sporting). Vemos que a A. F. Porto tem o arbitro com a melhor classificação mesmo sendo o único dessa Associação no TOP5,  a A. F. Lisboa tem 2 árbitros nos 5 melhores classificados. No TOP10 existem 3 árbitros da A. F. Porto, sendo que o 3º melhor arbitro da A. F. Lisboa é o 11º na classificação final dos árbitros de 2015/16.

Com as nomeações das primeiras 26ª jornadas já efectuadas, vemos que os 5 árbitros melhores classificados da época 2015/16 (logo em princípio os 5 melhores arbitros da actualidade) já foram nomeados para dirigir 15 jogos que envolviam os 3 grandes do campeonato nacional.


Perspectivas para o futuro.

João Pinheiro, Manuel Oliveira, tal como o Bruno Esteves e Hugo Miguel que apitaram o Benfica e o F. C. Porto na jornada passada, regulamentarmente não são elegíveis para o clássico da próxima jornada.
O regulamento de arbitragem prevê que: "Os árbitros e os arbitros auxiliares só podem dirigir jogos da mesma equipa decorridas 3 jornadas ou 21 dias, não podendo no entanto ser designados em cada época para mais de 4 jogos do mesmo clube na condição de visitado e de 4 na condição de visitante". Todos os clubes querem nos seus jogos aqueles árbitros que menos erram, ou seja os melhores, mas como vemos pelos regulamentos não é possível nomear sempre os melhores arbitros para os jogos envolvendo os os clubes grandes. até para que todos os clubes da 1ª Liga possam usufruir da arbitragem dos melhores arbitros nos seus jogos também. 

3 comentários:

zé de Faro disse...

o mesmo Manuel Oliveira que no Estoril, aos 55 minutos, não assinalou o penalti do Diogo Amado sobre o André Silva ?

Anónimo disse...

Sempre a desmascarar esses nojentos!

Zé Pincel

Influência Arbitral disse...

Ó Zé de Faro, então metade dos penaltis que o Manuel Oliveira já assinalou a favor dos 4 candidatos ao título aqui acompanhados no blog, foram em favor do F. C. Porto e mesmo assim querias mais penaltis para o F. C. Porto?
Então, o Benfica, o Sporting e o Braga também não merecem usufruir das iguais circunstâncias que o F. C. Porto, ou pensas que estes clubes nunca sofrem infrações na área ou que sofrem todos juntos ainda menos infrações que o F.C. Porto?
O homem ainda com apenas 7 jogos realizados já assinalou 3 penaltis favoráveis ao F. C. Porto e 2 deles ainda com o resultado em 0-0 e mesmo assim consegues ser ingrato com ele, exigindo-lhe ainda mais.