segunda-feira, 27 de março de 2017

A estatística e as nomeações do Conselho de Arbitragem

Quem será o árbitro nomeado para o próximo Benfica – F. C. Porto?

A escolha do Conselho de Arbitragem ainda não foi feita, ou melhor, ainda não é público o nome do árbitro que terá a responsabilidade de dirigir o clássico que definirá o campeão 2016/17 (toda a comunicação social diz que o clube que sair vencedor deste confronto directo será o campeão neste campeonato). Esta nomeação é pois, de extrema importância para estas 2 equipas.

Estatisticamente, o Benfica e o F. C. Porto têm tido um rendimento tão semelhante nos últimos 9 campeonatos (274 jogos), que o Benfica acabou conquistando 655 pontos e o F. C. Porto 654 pontos. Ou seja, em média ambas as equipas conquistam exactamente 80% dos pontos disputados. Esse é claramente o rendimento médio desses 2 clubes, independentemente de quem seja o árbitro, pois estamos a falar de 274 jogos dos últimos 9 campeonatos analisados, em que nenhum arbitro dirigiu mais de 21 jogos de cada uma das equipas. 

Na realidade, para os clubes, os árbitros não são todos iguais, mesmo para equipas que apresentam um rendimento tão semelhante como é o caso do Benfica e do F. C. Porto. 

Quando analisamos o rendimento médio do clube com cada árbitro em concreto, vemos que com determinado árbitro, o Benfica teve melhor rendimento que o F. C. Porto ou precisamente o contrário. Como é óbvio, cada um dos clubes prefere que o árbitro desse Clássico seja um com o qual historicamente o seu clube obtêm um rendimento médio superior ao do rival. Compreensivelmente quer o Benfica, quer o F. C. Porto se pudessem escolher o árbitro para os confrontos directos, nomeariam um árbitro com o qual historicamente tem obtido um melhor rendimento que o rival, ou seja em 9 temporadas seriam 18 vezes árbitros favoráveis ao Benfica (se fossem dirigentes benfiquistas a nomear) ou 18 vezes árbitros favoráveis ao F. C. Porto (se fossem dirigentes benfiquistas a nomear). Para que haja um equilibrio nos árbitros nomeados tem de ser uma entidade externa aos interesses dos 2 clubes a nomear os árbitros. Essa função compete ao Conselho de Arbitragem, orgão que tem como função principal, garantir que a competição decorre nas mesmas condições arbitrais para todos os clubes, ano após ano.

Então, sendo o Conselho de Arbirtragem efectivamente um orgão equidistante, ao consultarmos as nomeações das últimas 9 temporadas (18 confrontos directos), o expectável é encontrarmos, nomeados por 9 vezes, árbitros com o qual o F. C. Porto apresenta melhor rendimento médio que o Benfica e também nomeados por  9 vezes, árbitros com os quais o Benfica apresenta melhor rendimento médio que o F. C. Porto nas últimas 9 temporadas. Expectável, se existir equidistância arbitral do C.A.! Expectável, se existir equidistância arbitral do C.A., repito!

Consultado o histórico dos clássicos nos úlimos 9 campeonatos, seria expectável encontramos as mesmas condições arbitriais para estas 2 equipas que dividiram entre si os titulos nacionais nos últimos anos (4 para cada equipa e nesta temporada veremos quem ficará em vantagem ao conseguir o 5º titulo em 9 anos), mas na realdidade verificamos que inexplicávelmente o que sucedeu com as nomeações foi:
  1. Em 2008/09, na 3ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o Jorge Sousa. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Jorge Sousa é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 1-0 em nomeações, vantagem para o Porto!
  2. Em 2008/09, na 17ª jornada para o Porto-Benfica foi nomeado o Pedro Proença. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Pedro Proença é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos 2-0 em nomeações, vantagem para o Porto!
  3. Em 2009/10, na 14ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o Lucílio Baptista. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Lucílio Baptista é um árbitro mais favorável ao Benfica. No Conselho de Arbitragem temos então, 2-1 em nomeações, vantagem para o Porto!
  4. Em 2009/10, na 29ª jornada para o Porto-Benfica foi nomeado o Olegário Benquerença. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Olegário Benquerença é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 3-1 em nomeações, vantagem para o Porto!
  5. Em 2010/11, na 10ª jornada para Porto-Benfica foi nomeado o Pedro Proença. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Pedro Proença é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 4-1 em nomeações, vantagem para o Porto!
  6. Em 2010/11, na 25ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o Duarte Gomes. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Duarte Gomes é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 5-1 em nomeações, vantagem para o Porto!
  7. Em 2011/12, na 6ª jornada para o Porto-Benfica foi nomeado o Jorge Sousa. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Jorge Sousa é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 6-1 em nomeações, vantagem para o Porto!
  8. Em 2011/12, na 21ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o Pedro Proença. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Pedro Proença é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 7-1 em nomeações, vantagem para o Porto!
  9. Em 2012/13, na 14ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o João Ferreira. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, João Ferreira é um árbitro mais favorável ao Benfica. No Conselho de Arbitragem temos então, 7-2 em nomeações, vantagem para o Porto!
  10. Em 2012/13, na 29ª jornada para o o Porto-Benfica foi nomeado o Pedro Proença. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Pedro Proença é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 8-2 em nomeações, vantagem para o Porto!
  11. Em 2013/14, na 15ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o Artur Soares Dias. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Artur Soares Dias é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 9-2 em nomeações, vantagem para o Porto!
  12. Em 2013/14, na 30ª jornada para o Porto-Benfica foi nomeado o Rui Costa. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Rui Costa é um árbitro mais favorável ao Benfica. Esta foi a única  nomeação de um árbitro não internacional para o clássico nos últimos 9 campeonatos, fruto do facto de na altura já estar matematicamente atribuido o título de campeão 2013/14, ainda antes da disputa desta última jornada do campeonato. No Conselho de Arbitragem temos então, 9-3 em nomeações, vantagem para o Porto!
  13. Em 2014/15, na 13ª jornada para o Porto-Benfica foi nomeado o Jorge Sousa. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Jorge Sousa é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 10-3 em nomeações, vantagem para o Porto!
  14. Em 2014/15, na 30ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o Jorge Sousa. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Jorge Sousa é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 11-3 em nomeações, vantagem para o Porto!
  15. Em 2015/16, na 5ª jornada para o Porto-Benfica foi nomeado o Artur Soares Dias. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Artur Soares Dias é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 12-3 em nomeações, vantagem para o Porto!
  16. Em 2015/16, na 26ª jornada para o Benfica-Porto foi nomeado o Artur Soares Dias. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Artur Soares Dias é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 13-3 em nomeações, vantagem para o Porto!
  17. Em 2015/16, na 10ª jornada para o Porto-Benfica foi nomeado o Artur Soares Dias. Com base no rendimento médio dos dois clubes com este árbitro nos últimos 9 campeonatos, Artur Soares Dias é um árbitro mais favorável ao F. C. Porto. No Conselho de Arbitragem temos então, 14-3 em nomeações, vantagem para o Porto! Que grande goleada do Conselho de Arbitragem nestas últimas 9 temporadas! Muita competência, terá apresentado o Benfica, para nestas condições arbitrais conseguir mesmo assim, equilibrar o número de títulos conquistados, sabendo nós que muitos campeonatos neste período foram mesmo disputados até ao fim.
O que podemos esperar para o 18 confronto entre os clubes, o aumento da vantagem do F. C. Porto, ou finalmente um árbitro favorável ao Benfica após 5 nomeações seguidas favoráveis ao F. C. Porto?
O que sabe é que em princípio dada a importância do jogo, em condições normais deverá ser um dos 4 primeiros classificados da época passada, ou seja, o eleito dever ser 1 dos 4 melhores árbitros da actualidade, o Artur Soares Dias (1º classificado da época 2015/16, que já premiado com a nomeação para o clássico na 10ª jornada desta época 2016/17 no Dragão), João Capela (2º classificado 2015/16, árbitro internacional desde 2011 que ainda não foi premiado com nenhuma nomeação para um confronto entre grandes esta temporada 2016/17), o Nuno Almeida (3º classificado 2015/16, árbitro da A. F. Algarve que ainda não foi premiado com nenhuma nomeação para um confronto entre grandes esta temporada, nem foi ainda promovido a árbitro internacional) ou o Tiago Martins (4º classificado 2015/16, internacional desde 2015, que já foi premiado com a nomeação para o Sporting-F. C. Porto cesta temporada 2016/17). O Benfica obteve o melhor rendimento médio nas últimas 9 temporadas que o F. C. Porto com o João Capela, Nuno Almeida e Tiago Martins, será que desta vez teremos um árbitro favorável ao Benfica?

Resumindo os 8 árbitros nomeados para o Clássico nas últimas 9 épocas foram o:

  • Pedro Proença (4 vezes)-Em média o F. C. Porto conquistou mais 27% dos pontos que o Benfica com este árbitro nos últimos 9 campeonatos.
  • Jorge Sousa (4 vezes)-Em média o F. C. Porto conquistou mais 21% dos pontos que o Benfica.
  • Artur Soares Dias (4 vezes)-Em média o F. C. Porto conquistou mais 3% dos pontos que o Benfica com este árbitro nos últimos 9 campeonatos..
  • Olegário Benquerênca (1 vez)-Em média o F. C. Porto conquistou mais 65% dos pontos que o Benfica com este árbitro nos últimos 9 campeonatos. 
  • Duarte Gomes (1 vez)-Em média o F. C. Porto conquistou mais 7% dos pontos que o Benfica com este árbitro nos últimos 9 campeonatos.
  • Lucílio Baptista (1 vez)-Em média o Benfica.conquistou mais 1% dos pontos que o F. C. Porto.
  • João Ferreira (1 vez)-Em média o Benfica conquistou mais 9% dos pontos que o F. C. Porto. 
  • Rui Costa (1 vez)-Em média o Benfica conquistou mais 19% dos pontos que o F. C. Porto com este árbitro nos últimos 9 campeonatos.

Apesar de, em geral ambas as equipas conquistarem em média 80% dos pontos disputados nas últimos 9 campeonatos, com estes 8 árbitros acima referidos em média o Benfica conquistou apenas 66% dos pontos e o F. C. Porto 76% dos pontos nos últimos 9 campeonatos, o que comprova que os árbitros que foram nomeados para os clássicos nos últimos 9 campeonatos são árbitros que favorecem mais o rendimento do F. C. Porto do que o Benfica. Em relação a todos os restantes árbitros que nunca foram nomeados para arbitrar o Clássico Benfica-Porto nestas últimas 9 épocas, o Benfica conquistou 88% dos pontos disputados e o F. C. Porto conquistou 82% dos pontos, com esses restantes árbitros. como se pode ver no quadro seguinte:

Aos olhos dos 8 árbitros que foram nomeados para os Clássicos, o Benfica nas últimas 9 temporadas é uma equipa que conquista apenas 66% dos pontos que disputa (estamos a falar de 203 pontos conquistados em 103 jogos), já o F. C. Porto, é uma equipa que conquistou 76% dos pontos disputados nesse período (216 pontos em 95 jogos). A esmagadora maioria da diferença favorável ao F. C. Porto foi criada por Olegário Benquerença, Pedro Proença e Jorge Sousa, dai o regozijo portista cada vez que eram nomeados para apitar esses clássicos, pois o Benfica com estes 3 árbitros em média nem é um clube com rendimento condizente para poder lutar pela classificação para as competições Europeias em contraste com as hostes benfiquistas.

Se o Conselho de Arbitragem seguisse o nosso critério de não nomear nenhum árbitro que influenciasse o rendimento de uma equipa em mais de 20%, que é o caso destes 3 árbitros que foram capazes de criar uma diferença superior a 20% entre estas 2 equipas que tiveram em geral um rendimento semelhante (com todos os árbitros conquistaram em média 80% dos pontos disputados nos últimos 9 campeonatos), estatisticamente, Olegário Benquerença, Pedro Proença e Jorge Sousa não reuniriam condições para arbitrar um Benfica-F. C. Porto. Não se percebe qual foi o critério que levou a que o Conselho de Arbitragem tenha sistematicamente nomeado esses árbitros tão favoráveis ao F. C. Porto para dirigir o confronto directo entre as duas equipas, sendo que nunca nomeou para esses jogos outros árbitros que ostentam ou ostentaram as insígnias de internacionais nos últimos 9 campeonatos. Será pelo facto de João Capela ser A. F. Lisboa, do Hugo Miguel ser da A. F. Lisboa, ou do Bruno Paixão ser A. F. Setúbal. Se é assim, então qual é a explicação para terem sido nomeados árbitros da A. F. Porto para este clássico por 9 vezes nesses últimos 9 campeonatos ou por como se explica que esta temporada já tenham sido nomeados árbitros da A. F. Porto para 8 jogos do F. C. Porto e 7 do Benfica, enquanto só foram nomeados 3 vezes árbitros da A. F. Lisboa para jogos do Benfica e 4 vezes árbitros da A. F. Lisboa para jogos do F. C. Porto?

A estatística deixa evidente que o Conselho de Arbitragem não tem tratado as 2 equipas da mesma forma. As condicões arbitrais facultadas nos clássificos não faz juz a duas equipas que conquistam em média 80% dos pontos disputados em média com todos os arbitros.

domingo, 26 de março de 2017

LUCÍLIO BAPTISTA (ARBITRAGEM)

LUCÍLIO BAPTISTA - DADOS ESTATISTÍCOS DOS ÚLTIMOS 4 CAMPEONATOS EM QUE ESTE ARBITRO APITOU, OU SEJA ENTRE 2006/07 E 2009/10.
Ex-Arbitro da A.F. Setúbal. Ex-Arbitro que ostentou o estatuto de internacional que terminou a carreira no fim da época 2009/10.


QUERES CONHECER SE O TEU CLUBE TEM UMA % DE APROVEITAMENTO MELHOR OU PIOR COM O ARBITRO NOMEADO PARA ESTA JORNADA DO QUE O RENDIMENTO MÉDIO DO CLUBE COM TODOS OS RESTANTES ARBITROS? Neste blog terás essas respostas, com a indicação de todos os penaltis e expulsões assinalados.

PONTO ESSENCIAL: O ARBITRO NUNCA DEVERIA SER UM ELEMENTO DETERMINANTE NO PROCESSO DE REPARTIÇAO DOS PONTOS EM DISPUTA NUMA PARTIDA DE FUTEBOL.  

Comparando a % pontos conquistados com um determinado arbitro com a % média do clube com todos os restantes árbitros, conheceremos o posicionamento do arbitro perante esse clube. Diferenças maiores que 20% ou 20% menores em relação ao rendimento médio do clube indiciam que o arbitro beneficia(+) ou prejudica(-) o rendimento dessa equipa, ou seja este arbitro interfere tendencialmente no rendimento médio do clube e por isso não deve ser nomeado para arbitrar jogos desse clube.

Nos links que se seguem estão todos os jogos dos 2 grandes clubes com cada um dos seguintes árbitros nos últimos 9 campeonatos. 
                                                                   Link com os dados do Pedro Proença
                                                                   Link com os dados do Jorge Sousa
                                                                   Link com os dados do Artur Soares Dias
                                                                   Link com os dados do Duarte Gomes
                                                                   Link com os dados do João Capela
                                                                   Link com os dados do Hugo Miguel
                                                                   Link com os dados do Olegário Benquerença
                                                                   Link com os dados do Bruno Paixão
                                                                   Link com os dados do Rui Costa
                                                                   Link com os dados do Bruno Esteves
                                                                   Link com os dados do Carlos Xistra
                                                                   Link com os dados do Paulo Baptista
                                                                   Link com os dados do Cosme Machado
                                                                   Link com os dados do Marco Ferreira
                                                                   Link com os dados do Vasco Santos

Analisando as % de aproveitamento dos clubes nos jogos dirigidos pelo Lucílio Baptista conclui-se que com a arbitragem deste arbitro a classificação entre 2006/07 e 2009/10 seria:
1º Benfica (conquista 63%dos pontos disputados com este arbitro)
2º F.C. Porto (conquista 62% dos pontos disputados com este arbitro)


                                                                  Resultado de imagem para liga nos

Discriminadamente podemos ver todos os jogos envolvendo os 2 candidatos arbitrados nestas 4 últimas épocas anteriores ao fim da carreira de arbitro do Lucílio Baptista, temos o seguinte:



Este arbitro revela condições de imparcialidade para apitar os 2 clubes analisados? 
Qual ou quais são os clubes em que os números revelam uma tendência?
Agradecemos o teu comentário/análise aos números estatísticos desde arbitro nos jogos em que dirigiu o teu clube, ou algum dos 3 rivais. 

JOÃO FERREIRA (ARBITRAGEM)

JOÃO FERREIRA - DADOS ESTATISTÍCOS DOS ÚLTIMOS 8 CAMPEONATOS
Ex-Arbitro da A.F. Lisboa. Ex-Arbitro que ostentou o estatuto de internacional que terminou a carreira no fim da época 2012/13.


QUERES CONHECER SE O TEU CLUBE TEM UMA % DE APROVEITAMENTO MELHOR OU PIOR COM O ARBITRO NOMEADO PARA ESTA JORNADA DO QUE O RENDIMENTO MÉDIO DO CLUBE COM TODOS OS RESTANTES ARBITROS? Neste blog terás essas respostas, com a indicação de todos os penaltis e expulsões assinalados.

PONTO ESSENCIAL: O ARBITRO NUNCA DEVERIA SER UM ELEMENTO DETERMINANTE NO PROCESSO DE REPARTIÇAO DOS PONTOS EM DISPUTA NUMA PARTIDA DE FUTEBOL.  

Comparando a % pontos conquistados com um determinado arbitro com a % média do clube com todos os restantes árbitros, conheceremos o posicionamento do arbitro perante esse clube. Diferenças maiores que 20% ou 20% menores em relação ao rendimento médio do clube indiciam que o arbitro beneficia(+) ou prejudica(-) o rendimento dessa equipa, ou seja este arbitro interfere tendencialmente no rendimento médio do clube e por isso não deve ser nomeado para arbitrar jogos desse clube.

Nos links que se seguem estão todos os jogos dos 4 grandes clubes com cada um dos seguintes árbitros nos últimos 9 campeonatos. 
                                                                   Link com os dados do Pedro Proença
                                                                   Link com os dados do Jorge Sousa
                                                                   Link com os dados do Artur Soares Dias
                                                                   Link com os dados do Duarte Gomes
                                                                   Link com os dados do João Capela
                                                                   Link com os dados do Hugo Miguel
                                                                   Link com os dados do Olegário Benquerença
                                                                   Link com os dados do Bruno Paixão
                                                                   Link com os dados do Rui Costa
                                                                   Link com os dados do Bruno Esteves
                                                                   Link com os dados do Carlos Xistra
                                                                   Link com os dados do Paulo Baptista
                                                                   Link com os dados do Cosme Machado
                                                                   Link com os dados do Marco Ferreira
                                                                   Link com os dados do Vasco Santos

Analisando as % de aproveitamento dos clubes nos jogos dirigidos pelo João Ferreira conclui-se que com a arbitragem deste arbitro a classificação destes últimos 9 anos seria:
1º Benfica (conquista 80%dos pontos disputados com este arbitro)
2º F.C. Porto (conquista 71% dos pontos disputados com este arbitro)
3º Braga (conquista 64%dos pontos disputados com este arbitro
4º Sporting (conquista 44%dos pontos disputados com este arbitro)

                                                                                          Resultado de imagem para liga nos

Os dados estatísticos discriminados dos 4 clubes nos jogos arbitrados pelo João Ferreira são os seguintes:







Seguindo um critério estabelecido aqui no Blog, quando um arbitro influência o rendimento de uma equipa em mais de 20% esse arbitro não reune condições para dirigir jogos importantes desse clube. 

Os números demonstram que João Ferreira não deve ser nomeado para jogos importantes do Sporting, uma vez que, que ele diminuiu drasticamente a capacidade de conquistar pontos do Sporting. Nos 6 jogos arbitrados por João Ferreira, o Sporting conquistou menos 22% dos pontos do que é o rendimento médio do clube com todos os restantes árbitros! O rendimento médio de um clube nunca deveria variar tanto só pela intervenção de um arbitro em concreto.
Pelos critério seguidos neste blog, este arbitro não tem condições para apitar jogos do Sporting, reconhecendo tal facto o Conselho de Arbitragem não o nomeou para nenhum jogo do Sporting nas 3 ultimas épocas que antecederam o final da sua carreira de arbitro


Em todo o atual quadro de arbitros somente existem 2 casos evidentes em que um clube baixa consideravelmente de rendimento quando encontra um determinado arbitro, que são o do Jorge Sousa no caso do Benfica e o do João Capela no caso do Sporting (sendo que o João Capela arbitrou apenas 8 jogos do Sporting). 

Este arbitro revela condições de imparcialidade para apitar os 4 clubes analisados? 
Qual ou quais são os clubes em que os números revelam uma tendência?
Agradecemos o teu comentário/análise aos números estatísticos desde arbitro nos jogos em que dirigiu o teu clube, ou algum dos 3 rivais ao teu.